Portal no Facebook Portal no Twitter Portal no YouTube Blog do Portal Portal nas Redes Sociais

Portal Terceira Idade
Notícias do Cidadão Notícias do Cidadão Espaço Livre Espaço Livre Shows e Eventos Shows e Eventos Cursos e Atividades Cursos e Atividades Parcerias Parcerias Direitos 3a.Idade Direitos 3a.Idade

Diálogo Aberto

Enquete "Você acha
que...?"
Enquete
Cadastre-se Cadastre-se
no Portal
3a.Idade!
Busca Procurando
algo no site?
Busca
Pesquisa Links para
Pesquisa
Mural de Trocas Anuncie
seu produto!
Mural
de Trocas
Fale Conosco Dúvidas?
Sugestões?
Críticas?

Fale
Conosco
Dicas de Internet "Download"?
"Browser"?
Dicas
de Internet

Colméias da 3a.Idade
Colméias da 3a.Idade
Escolha o seu assunto e participe de nossas salas de chat temáticas

Diálogo Aberto
Diálogo Aberto
Arte e Cultura
Crônicas
“Quais cores essa vida tem?”
Série de crônicas relata histórias de pessoas que passaram dos 60 anos de idade, mas que levam uma vida ativa como qualquer outra pessoa mais jovem
Por: Caroline Fernandes Mussato
Jornalista, 21 anos, formada pela Unimar e autora do livro ‘Vivendo’, é colunista convidada do Portal Terceira Idade
Fale com o colunistaFale com o colunista
Fale com o colunista
foto colunasQuais cores essa vida tem?”

“Eu pinto para o mundo me ver”. Essa foi a primeira frase que ele disse, quando me viu chegando ao Lar Vicentino em Lins, onde mora há dois anos. Olhos serenos. Sorriso largo. Educação comparada a de qualquer pessoa com pós-graduação, mas sem nenhum aprendizado educacional na vida. Esta é a história de um homem que vê além. Além das dificuldades que a vida colocou em seu caminho.

Vicente Campos (foto) teve sua infância em sítios da região de Lins, antes de se mudar para a cidade. Perambulou por todos os cantos desde pequeno, com um sonho: de um dia ser pintor. Aos quatro anos, Vicente já rabiscava o chão com carvão, sem saber que hoje, aos 68 anos seria um artista reconhecido por retratar com o coração a arte Naif. A arte descobriu Vicente e Vicente descobriu a arte.

Filho de Dona Luzia da Conceição Campos, que mais tarde sofreria um derrame, seria recebida no Lar em setembro de 2003 e ficaria ali até o os seus últimos dias com um pouco mais de 85 anos. Esse foi o motivo de Vicente querer entrar para a entidade: a saudade, o cuidado e o carinho pela mãe. Filho de pai morto por chagas, e irmão de mais cinco, que já foram levados pela vida. Vicente sem deixar de fixar seus olhos nos meus, conta que a sua deficiência na fala, provêm de um tropeço no arreio do cavalo quando novo. Discriminado e apedrejado na escola, não conseguiu nem completar o ensino fundamental. Tentou, porém não conseguiu. E sua vida foi uma sucessão de tragédias. Aos 20 anos, contraiu hanseníase, que o fez perder dois dedos de um dos pés e sofrer uma deformação na mão direita.

Mas Vicente cruzou a linha do preconceito e da superação. Ficou conhecido na cidade por retratar com carvão algumas imagens. Com ingenuidade e espontaneidade, sem saber que a arte Naif possui as mesmas características, Vicente mais tarde conquistou seu próprio mundo. Um mundo onde ninguém mais duvida de sua capacidade.

Clique aqui para ler a continuação do texto (parte 2 de 3)

‘Vivendo’ (90 pag., Ed. Raízes) foi escrito como TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) de Jornalismo, na Universidade de Marília (SP).
Fotos: Caroline Mussato / Portal Terceira Idade / divulgação
Mais sobre o assunto, na internet
‘Pense Jovem’, livro de Drake e Middleton
Neste livro você aprenderá que a idade de uma pessoa não depende exclusivamente do número de anos vividos e como se manter sempre jovem
http://www.pensejovem.com.br/
Mais sobre o assunto, no Portal Terceira Idade
Diálogo Aberto > Arte e Cultura > Anteriores: Reflexão
Idoso ou velho? Eis a questão
Você é idoso quando o dia de hoje é o primeiro do resto de sua vida; é velho quando todos os dias parecem o último da longa jornada...

Outras Colunas

Arte
Concurso

vídeo disponível
“Talentos da Maturidade” valoriza e incentiva a produção e memória cultural da 3ª idade
Realizado pelo Santander Cultural e o Ministério da Cultura, o concurso completa 14 edições neste ano.
Confira os vencedores!
Consciência Negra
Dia da União e Consciência Negra
Data marca a morte de Zumbi dos Palmares, morto em 20 de novembro de 1695
Esoterismo
2012: fim do mundo ou o início de uma nova era?
A data prevista pelo Calendário Maia não se refere ao fim do mundo, mas, sim, a um processo de transformação dos valores espirituais na consciência da humanidade, rumo à evolução
Crônicas I
“Quais cores essa vida tem?”
Série de crônicas relata histórias de pessoas que passaram dos 60 anos de idade, mas que levam uma vida ativa como qualquer outra pessoa mais jovem

Portal Terceira Idade® é uma realização da
Associação Cultural Cidadão Brasil
©Todos os direitos reservados
Desenvolvimento, Webdesign e Sistemas: Auika - Web & Graphic Design