Portal Terceira Idade - home Prefeitura da Cidade de São Paulo Telecentros - Prefeitura de São Paulo
Notícias do Cidadão Notícias do Cidadão Espaço Livre Espaço Livre Shows e Eventos Shows e Eventos Cursos e Atividades Cursos e Atividades Parcerias Parcerias Direitos 3a.Idade Direitos 3a.Idade

Diálogo Aberto

Enquete "Você acha
que...?"
Enquete
Cadastre-se Cadastre-se
no Portal
3a.Idade!
Busca Procurando
algo no site?
Busca
Pesquisa Links para
Pesquisa
Mural de Trocas Anuncie
seu produto!
Mural
de Trocas
Fale Conosco Dúvidas?
Sugestões?
Críticas?

Fale
Conosco
Dicas de Internet "Download"?
"Browser"?
Dicas
de Internet

Colméias da 3a.Idade
Colméias da 3a.Idade
Escolha o seu assunto e participe de nossas salas de chat temáticas

Espaço Livre
Espaço Livre

Mensagens

voltar à página anterior

Título/Texto Autor/
Cidade/
Estado/
Idade
Postado E-mail
Arrependimento, Confissão e Perdão

"Quem esconde seu pecado não prospera, mas quem os confessa e os abandona encontra miséricordia" Pro. 28.13

Quando criança decidi que iria brincar na sala de casa. Uma bolinha na mão e uma imaginação fértil, não precisava de mais nada. Lá estava eu jogando a bolinha contra a parede epulando para agarrá-la como goleiro faz. Então minha mãe apareceu e deu o classico toque de advertência.
- Filho, está vendo esses pratos de parede? Você pode acertar a bolinha neles e quebrá-los e, se isso acontecer, você vai ter uma conversa com seu pai quando ele voltar do trabalho.

Dito e feito, "grande goleiro" que pegava todas as bolinhas ficou olhando o prato cair e se quebrar no chão. Juntei os cacos, limpei o chão e corri para o quarto. Minha cabeça fervilhava, a barriga gelava, as pernas tremiam... Que desculpa iria dar? Cada minuto fez refletir sobre que havia feito.

De repente, ouvi um barulho no portão. Ao perceber que ele entrava em casa peguei uma cinta, compreendi que não adiantava esconder o fato, precisava assumir as conseqüências da minha escolha. Sai ao encontro, mostrando a parede onde ficava o prato (ele nem sabia da tragédia, mas rapidamente entendeu), entregando-lhe cinta disse aos prantos que merecia apanhar.

Sua mão tocou-me o ombro, mirou os meus olhos e disse. "Filho, creio que tudo o que aconteceu serviu de lição, portanto, eu o perdôo". Jamais vou esquecer esse perdão.

Quantas vezes brincamos com o pecado. Recebemos algumas advertências, recados do risco que corremos. Porém, chega o dia que vemos nossa vida em cacos e não sabemos o que fazer. Surge em nosso coração um desejo de algo que não possuimos e percebemos que nada nesse mundo pode nos saciar ou resolver o problema.

É nesse momento que reconhecer que esse desejo é a voz de Deus falando ao coração, e o clamor de nossa alma deve ser o de pedir que Ele coloque dentro de nós o cerdadeiro arrependiemnto.

"Se confessamos os nossos pecados, Ele é fiel e justo, para nos perdoar os nossos pecados, e nos purificar de toda a injustiça." I S.João 1:9
Sergio Baptista Simões

São Paulo
SP

Até 50 anos
08/03/2007 envie um e-mail para o autor

Portal Terceira Idade® é uma realização da
Associação Cultural Cidadão Brasil
em parceria com os Telecentros e a Prefeitura do Município de São Paulo
©Todos os direitos reservados - 2005/2006
Desenvolvimento, Webdesign e Sistemas: Kuantika Multimídia