Portal Terceira Idade - home Prefeitura da Cidade de São Paulo Telecentros - Prefeitura de São Paulo
Notícias do Cidadão Notícias do Cidadão Espaço Livre Espaço Livre Shows e Eventos Shows e Eventos Cursos e Atividades Cursos e Atividades Parcerias Parcerias Direitos 3a.Idade Direitos 3a.Idade

Diálogo Aberto

Enquete "Você acha
que...?"
Enquete
Cadastre-se Cadastre-se
no Portal
3a.Idade!
Busca Procurando
algo no site?
Busca
Pesquisa Links para
Pesquisa
Mural de Trocas Anuncie
seu produto!
Mural
de Trocas
Fale Conosco Dúvidas?
Sugestões?
Críticas?

Fale
Conosco
Dicas de Internet "Download"?
"Browser"?
Dicas
de Internet

Colméias da 3a.Idade
Colméias da 3a.Idade
Escolha o seu assunto e participe de nossas salas de chat temáticas

Espaço Livre
Espaço Livre

Poesias

voltar à página anterior

Título/Texto Autor/
Cidade/
Estado/
Idade
Postado E-mail
DESFOLHAR DE ROSAS

DESFOLHAR DE ROSAS

Rosas lambendo o chão,
Sombras seguindo a imensidão.
No cheiro da campina:
O frescor da face purpurina!

No viés do espelho:

A faísca do olhar!
No reflexo da agulha:
A timidez do luar!

Sol orgulhoso...

Escondido pelo planeta,
Aceita patuscada de enjeitados
No ostracismo do dia.

O perfil das armas,
A silhueta das labaredas.
O halo das almas...
A firmeza das serras,
A frieza das veredas.

Chão lambido pelas rosas,

Imensidão seguida pela sombra.
Campinas cheirosa...
Face purpurina na penumbra.

Mormaço da tarde que se foi,
Olor das flores que se vão.
Algazarra das prostitutas
A coar o coágulo da amargura!

Restolho de amor

No filete da ilusão,
Chuva de desprezo
No interior do coração.

No piscar de olhos das estrelas,
O pálido esgar dos mentirosos,
Nas serestas dos maltrapilhos
Os trejeitos dos infelizes.

Nas quinas das alcovas
O sepultamento dos valores,
Nos pisos dos banheiros
O tremular dos rins.

Rosas beijando o chão
Com perfume de saudade,
Sombra seguindo a imensidão
Na purpurina face da piedade.

Abóbada celeste
Com talos de estrelas...
É como o brotar dos seios
Na periferia do busto.

Na frieza dos mapas
O aborto dos vulcões,
Na gramínea esponjosa
Os espinhos da coroa.

Rosas ocultando o piso
Com odor de nostalgia,
Sombras cobrindo o chão liso
Na rósea face do dia.

Soluços dos condenados...

Acotovelar dos brutos!
Castigo aos impuros
Na angústia dos desesperados.

No apartamento dos inválidos
O florescimento da amargura,
No desequilíbrio dos anseios
O plantio da... Ambição!

Ares do tempo que passa
Na ruína dos princípios,
Memórias de um passado
Na etérea marca do tempo.

(aa.)S/A/BARACHO.
conanbaracho@uol.com.br
(31) 3846-6567
Sebastião Antônio Baracho

Coronel Fabriciano
MG

De 61 a 70 anos
25/04/2007 envie um e-mail para o autor

Portal Terceira Idade® é uma realização da
Associação Cultural Cidadão Brasil
em parceria com os Telecentros e a Prefeitura do Município de São Paulo
©Todos os direitos reservados - 2005/2006
Desenvolvimento, Webdesign e Sistemas: Kuantika Multimídia