Portal Terceira Idade - home Prefeitura da Cidade de São Paulo Telecentros - Prefeitura de São Paulo
Notícias do Cidadão Notícias do Cidadão Espaço Livre Espaço Livre Shows e Eventos Shows e Eventos Cursos e Atividades Cursos e Atividades Parcerias Parcerias Direitos 3a.Idade Direitos 3a.Idade

Diálogo Aberto

Enquete "Você acha
que...?"
Enquete
Cadastre-se Cadastre-se
no Portal
3a.Idade!
Busca Procurando
algo no site?
Busca
Pesquisa Links para
Pesquisa
Mural de Trocas Anuncie
seu produto!
Mural
de Trocas
Fale Conosco Dúvidas?
Sugestões?
Críticas?

Fale
Conosco
Dicas de Internet "Download"?
"Browser"?
Dicas
de Internet

Colméias da 3a.Idade
Colméias da 3a.Idade
Escolha o seu assunto e participe de nossas salas de chat temáticas

Espaço Livre
Espaço Livre

Outras

voltar à página anterior

Título/Texto Autor/
Cidade/
Estado/
Idade
Postado E-mail
ORQUÍDEA

Não existe flor mais perfeita do que a orquídea, ela extrapola sua função ornamental quando, em paralelo com suas flores, as raízes e folhas, complementam-lhe a formosura em uma pintura com delineação cubista geometrizando os seus contornos, ora, apontando para o infinito, ora, para o rés-do-chão.

Suas flores variam em diversas nuanças, tamanhos, perfumes e... Beleza! Embora, pertencendo a uma mesma família, elas modificam os seus genes diversificando as dádivas recebidas da mãe natureza, em um mostruário cativante e... Deslumbrante!

Admirar uma flor de orquídea é como o olhar embevecido de uma mãe dirigido a um filho que esteve ausente por algum tempo, ela é tão primorosa que espaça suas produções de pétalas em períodos razoáveis, evitando, dessa forma, ser considerada trivial e oferecida (como se isso lhe fosse possível em virtude de ser portadora de uma performance ímpar).

As maiorias das suas flores apresentam cinco pétalas mais destacáveis tendo, ao centro, uma parte cônica com uma "fauce" igualmente em forma afunilada.

A orquídea, por fazer parte de uma família numerosa e cheia de diversidade, existe em várias partes do planeta, tendo por "habitat" natural velhas florestas onde medram em madeiras secas a ponto de, por muito tempo, ter sido confundida com trepadeira.

Segundo consta, orquídea não tem espinhos por ser resistente a eles e, como que, se oferecendo às carícias de seus admiradores, sem lesioná-los.

É uma planta muito forte, vencendo todas as intempéries desde que tenha um tempo razoável de aclimatação, mesmo assim, perdura com vida até por dias jogados em pisos de pedras, madeiras, cimento e análogos, parecendo que em seu interior, em simbiose, desfilam a vida e a sobrevivência orquestradas com a esperança de um porvir num xaxim, tronco podre de madeira ou... Um orquidário!

Sou formalmente contra viveiros para pássaros e animais, contudo, sou radicalmente a favor da necessidade de um orquidário em razão dos vegetais, dentre eles, a "rainha orquídea", não se moverem por conta própria, dessa forma, ao serem enclausuradas num viveiro, não estarão sendo escravizadas e, sim... Cuidadas! Recebendo carinho, alimento, água e reconhecimento de quem muito gosta delas, além de proteção contra predadores naturais (ou não), lenhadores despreparados e eventuais incêndios que, na certa, toda vida destruiriam.

Não sei quem declamou a rosa como rainha das flores, embora não os contestes veementemente, devem lembrar que, quem o fez, também deveria ter enumerado princesas para as devidas sucessões. Lembrando, igualmente, que a rosa é resultante de cuidados especiais em jardins feitos com esmero, ao passo que as orquídeas são guerreiras oriundas das florestas, grutas, serras e matagais, alimentando-se de madeira podre e sedimentos lenhosos.

No meu modesto entender, a orquídea deveria ser conduzida ao trono de rainha das flores, pela sua difícil sobrevivência na natureza e sua beleza sem par, passando a rosa a ser uma florida princesa.

Não sei quanto tempo vive uma orquídea, entretanto, sem sombra de duvida, tenho a convicção de que ela aumenta o meu tempo de vida quando a admiro e manuseio no modesto orquidário de minha casa, que considero como a nossa sala de visitas pela presença harmoniosa e bela das flores, folhas e raízes de tão linda irmã vegetal!
Sebastião Antônio Baracho

Coronel Fabriciano
MG

De 71 a 80 anos
29/08/2007 envie um e-mail para o autor

Portal Terceira Idade® é uma realização da
Associação Cultural Cidadão Brasil
em parceria com os Telecentros e a Prefeitura do Município de São Paulo
©Todos os direitos reservados - 2005/2006
Desenvolvimento, Webdesign e Sistemas: Kuantika Multimídia