Clique na imagem para iniciar o vídeo.
Reportagem do Programa Fala Brasil (TV Record) mostra o caso ocorrido em Planaltina (Goiás) (15/02/2012; 1'32")

Portal Terceira Idade - home Prefeitura da Cidade de São Paulo Telecentros - Prefeitura de São Paulo
Notícias do Cidadão Notícias do Cidadão Espaço Livre Espaço Livre Shows e Eventos Shows e Eventos Cursos e Atividades Cursos e Atividades Parcerias Parcerias Direitos 3a.Idade Direitos 3a.Idade

Diálogo Aberto

Enquete "Você acha
que...?"
Enquete
Cadastre-se Cadastre-se
no Portal
3a.Idade!
Busca Procurando
algo no site?
Busca
Pesquisa Links para
Pesquisa
Mural de Trocas Anuncie
seu produto!
Mural
de Trocas
Fale Conosco Dúvidas?
Sugestões?
Críticas?

Fale
Conosco
Dicas de Internet "Download"?
"Browser"?
Dicas
de Internet

Colméias da 3a.Idade
Colméias da 3a.Idade
Escolha o seu assunto e participe de nossas salas de chat temáticas

Notícias do Cidadão
Notícias do Cidadão

Anteriores: 08/03/2012
Lei Maria da Penha beneficia idoso que sofria agressões de um jovem de 21 anos de idade
O caso ocorrido em Planaltina, no interior de Goiás, cria um precedente para que a lei, criada para coibir agressões contra as mulheres, possa ser usada, também, para proteger homens
vídeo disponível Vídeo disponível (clique no centro da imagem para iniciar o vídeo)
Por: Caroline Fernandes Mussato
Jornalista, 21 anos, formada pela Unimar e autora do livro ‘Vivendo’, é colunista convidada do Portal Terceira Idade
Fale com o colunistaFale com o colunista
Fale com o colunista
á pouco mais de cinco anos, foi criada uma lei no Brasil que cria mecanismos para coibir qualquer tipo de agressão contra as mulheres: a Lei Maria da Penha. Mas um fato inédito mostrou que a lei pode ser usada, também, para proteger homens, no caso um idoso, morador de Planaltina, no interior de Goiás.

O caso ocorreu após o idoso (nome não divulgado) registrar ocorrência na 31ª Delegacia de Polícia contra um jovem de 21 anos de idade, acusado de demonstrar agressividade, desrespeito, injúria e fazer ameaças de morte contra a vítima. O agressor, que não têm nenhum grau de parentesco com a vítima, reside há três anos, de favor, na casa do idoso.

Com base no Estatuto do Idoso, no último dia 9 de fevereiro, a promotora de Justiça Raquel Tiveron requereu medidas protetivas de urgência, normalmente utilizadas em casos de violência doméstica e familiar contra a mulher, para um homem de 69 anos de idade.

O pedido foi atendido integralmente e o juiz determinou a prisão preventiva do agressor, por ficar comprovado que o idoso estava machucado. A vítima, inclusive, apresentou uma maçaneta usada para ameaçá-lo de morte. A decisão pode abrir precedentes para outros casos.

Com o objetivo de ampliar a aplicação da Lei Maria da Penha - Lei 11.340, criada em agosto de 2006, o STF (Supremo Tribunal Federal) tomou uma decisão, no último dia 10 de fevereiro, que permite à lei enquadrar judicialmente autores de agressões domésticas independentemente de queixa da vítima. Com mudança, qualquer pessoa poderá denunciar agressão contra mulheres.

“É uma grande conquista”, afirmou a conselheira da OAB (Organização dos Advogados do Brasil) e do Conselho dos Direitos da Mulher do Distrito Federal, a advogada Marília Gallo. Ela lembrou haver mais de 33 mil processos na Justiça brasileira envolvendo agressões cometidas no seio familiar, o que demonstra, a seu ver, a gravidade do problema.

Desde a sanção da lei, foram abertos mais de 300 mil processos e promulgadas mais de 100 mil sentenças, com, pelo menos, 1.500 prisões.

Na opinião da deputada Benedita da Silva (PT-RJ), “a violência fere os direitos da mulher, maltrata e humilha, mas, agora, ela se sentirá encorajada para denunciar todo tipo de agressão que sofrer, seja moral, corporal ou patrimonial”. “A decisão do Supremo também tem um caráter didático para o agressor, pois, quando não há punição, ele se sente livre para agredir. Mas, sabendo que pode ser punido, ele vai pensar duas vezes antes de praticar uma violência contra a mulher”, enfatiza.

Vídeo: R7 - Programa Fala Brasil - TV Record / divulgação
Mais sobre o assunto, na internet
Globo.com > Revista Época > Mulher 7x7 (09/08/2011)
Cinco anos da Lei Maria da Penha

http://colunas.revistaepoca.globo.com/mulher7por7/2011/08/09/5-anos-da-lei-maria-da-penha/
R7 Notícias > Brasil > Notícias (10/02/2012)
OAB diz que decisão sobre Lei Maria da Penha é “grande conquista”

Com mudança, qualquer pessoa poderá denunciar agressão contra mulher
http://noticias.r7.com/brasil/noticias/oab-diz-que-decisao-sobre-lei-maria-da-penha-e-grande-conquista-20120210.html
Mais sobre o assunto, no Portal Terceira Idade
Notícias > Notícias Anteriores (08/03/2012)
Dia Internacional da Mulher
Na maioria dos países, o dia 8 de março é marcado por debates e conferências sobre o papel da mulher na sociedade atual. O Portal aproveita a data para homenagear a atriz Glória Menezes
Notícias > Notícias Anteriores (01/10/2011)
Combate à violência contra a pessoa idosa: adote esta atitude!
Vamos lutar para despertar uma consciência mundial, social e política da existência do abuso contra a pessoa idosa

Outras Notícias

Portal Terceira Idade® é uma realização da
Associação Cultural Cidadão Brasil
em parceria com os Telecentros e a Prefeitura do Município de São Paulo
©Todos os direitos reservados - 2005/2006
Desenvolvimento, Webdesign e Sistemas: Kuantika Multimídia