Portal no Facebook Portal no Twitter Portal no YouTube Blog do Portal Portal nas Redes Sociais

Portal Terceira Idade
Notícias do Cidadão Notícias do Cidadão Espaço Livre Espaço Livre Shows e Eventos Shows e Eventos Cursos e Atividades Cursos e Atividades Parcerias Parcerias Direitos 3a.Idade Direitos 3a.Idade

Diálogo Aberto

Enquete "Você acha
que...?"
Enquete
Cadastre-se Cadastre-se
no Portal
3a.Idade!
Busca Procurando
algo no site?
Busca
Pesquisa Links para
Pesquisa
Mural de Trocas Anuncie
seu produto!
Mural
de Trocas
Fale Conosco Dúvidas?
Sugestões?
Críticas?

Fale
Conosco
Dicas de Internet "Download"?
"Browser"?
Dicas
de Internet

Colméias da 3a.Idade
Colméias da 3a.Idade
Escolha o seu assunto e participe de nossas salas de chat temáticas

Notícias do Cidadão
Notícias

Anteriores

20/09/2016: Alzheimer - Pesquisa
Tarefas complexas e atividades em grupo podem reduzir o risco de Doença de Alzheimer
Estudo realizado por pesquisadores de Toronto, no Canadá, afirma que as atividades profissionais que mais protegeram as pessoas estudas foram aquelas que exigem bastante da mente
Por: Dr. Ronaldo Delmonte Piovezan
Geriatra do Instituto do Sono da Universidade Federal de São Paulo – Escola Paulista de Medicina
(UNIFESP), é colunista convidado do Portal
Fale com o colunistaFale com o colunista
Fale com o colunista
foto notícias

O estudo concluiu que trabalhar em atividades que exigem bastante de nosso cérebro foi até mesmo capaz de contrabalançar os efeitos ruins que dietas pouco saudáveis ou problemas circulatórios no cérebro podem ter sobre a cognição e a memória

ntre 24 e 28 de julho, houve a Conferência Internacional da Associação de Alzheimer, em Toronto, no Canadá. Maior encontro científico sobre a doença de Alzheimer, ocorre anualmente e reúne os maiores especialistas e cientistas que buscam compreender esta doença, com a expectativa de que novos tratamentos estejam disponíveis em breve.

Embora haja promessas e perspectivas quanto a novas terapias e prevenções para a doença de Alzheimer, gostaria de focar neste artigo em hábitos de vida fáceis de serem desenvolvidos ao longo da vida – e que podem reduzir o risco desta doença na terceira idade.

Estilo de vida mentalmente ativo

foto notíciasNeste encontro científico, alguns pesquisadores anunciaram resultados de pesquisas animadores a este respeito. Por exemplo, atividades que envolvam raciocínios complexos e trabalho em grupo parecem proteger as pessoas contra a doença de Alzheimer.

Dois estudos concluíram que trabalhar em atividades que exigem bastante de nosso cérebro e que careçam da interação com outras pessoas foi até mesmo capaz de contrabalançar os efeitos ruins que dietas pouco saudáveis ou problemas circulatórios no cérebro podem ter sobre a cognição e a memória. Parece que um estilo de vida mentalmente muito ativo previne o risco de desenvolvimento de demências como a de Alzheimer, mesmo nas pessoas que tem o hábito frequente de comer doces, carne vermelha e alimentos ricos em farinha refinada, como pães, bolachas e macarrão, o que pode ser prejudicial para o nosso cérebro.

Duas ou mais cabeças pensam melhor do que uma

As atividades profissionais que mais protegeram as pessoas estudas foram aquelas que exigem bastante da mente, como atividades ligadas a ensino (professores), advocacia, medicina e engenharia. Vale lembrar que, além de exigirem raciocínios complexos, estas profissões também levam ao contato intenso e frequente com as pessoas. O aspecto social destas atividades parece também ser importante para a proteção contra a doença de Alzheimer, já que outras atividades difíceis para o nosso cérebro, como pesquisa, escrita, cálculo, uma vez realizadas individualmente, não trazem benefícios tão importantes quanto as atividades em grupo.

Ou seja, é preciso exercitar a mente. Porém, duas ou mais cabeças pensam melhor do que uma. Nós, seres humanos, somos essencialmente seres sociais e, portanto, precisamos do outro para viver mais e melhor. Isto parece também ser verdade quando o assunto é a prevenção da doença de Alzheimer. Ter atividades que desenvolvam a capacidade de nosso cérebro interagir com outras pessoas pode ajudar-nos a permanecer longe desta doença.


Fotos/ilustrações: divulgação
Mais sobre o assunto na internet
UOL > Mente Cérebro > Notícias
12 hábitos para reduzir o risco de Alzheimer
Além da genética, fatores cruciais de estilo de vida moldam a saúde do cérebro e podem influenciar o desenvolvimento da demência
Drauzio Varella > Envelhecimento > Neurologia
Atividade física e Alzheimer
Pesquisa publicada na Cell é o primeiro estudo experimental que estabelece a relação entre a velocidade de formação das placas amilóides características de Alzheimer e a prática de atividade física
Mais sobre o assunto no Portal Terceira Idade
Notícias > Anteriores > Alzheimer - Dia Mundial
No mês da Doença de Alzheimer, é bom refletirmos sobre o significado da palavra “comemorar”
Comemorar significa lembrar junto – co-memorar –, trazer à mente, à memória. Por isto, é correto usar o termo comemorar, pois todos nós devemos lembrar juntos, ao invés de fecharmos os olhos e ouvidos e fingirmos que ela não existe
Notícias > Anteriores > Alzheimer - Canal de dúvidas
No mês do combate ao Alzheimer, o Portal reabre seu canal de dúvidas dos internautas sobre a doença
Em homenagem ao dia 21 de setembro, Dia Mundial da Doença de Alzheimer, a gerontóloga Eva Bettine procura amenizar a sobrecarga emocional, física e social que ocorre com os familiares de portadores da doença
Notícias > Anteriores > Alzheimer - Pesquisa
Cientistas americanos estão, finalmente, bem perto de achar a cura para o mal de Alzheimer
Uma equipe da Universidade de Stanford descobriu o motivo de seu desenvolvimento no cérebro e um caminho para evitar a doença

Outras Notícias

Portal Terceira Idade® é uma realização da
Associação Cultural Cidadão Brasil
em parceria com os Telecentros e a Prefeitura do Município de São Paulo
©Todos os direitos reservados - 2005/2006
Desenvolvimento, Webdesign e Sistemas: Kuantika Multimídia