Portal no Facebook Portal no Twitter Portal no YouTube Blog do Portal Portal nas Redes Sociais

Confira!

Cidadania e Direitos da 3a Idade... Entrevistas: Mercado de Trabalho, Transportes, Economia... Entrevistas: Saúde e Bem-estar... Reportagens... Confira programação completa... Confira!

Portal Terceira Idade
Notícias do Cidadão Notícias do Cidadão Espaço Livre Espaço Livre Shows e Eventos Shows e Eventos Cursos e Atividades Cursos e Atividades Parcerias Parcerias Direitos 3a.Idade Direitos 3a.Idade

Diálogo Aberto

Enquete "Você acha
que...?"
Enquete
Cadastre-se Cadastre-se
no Portal
3a.Idade!
Busca Procurando
algo no site?
Busca
Pesquisa Links para
Pesquisa
Mural de Trocas Anuncie
seu produto!
Mural
de Trocas
Fale Conosco Dúvidas?
Sugestões?
Críticas?

Fale
Conosco
Dicas de Internet "Download"?
"Browser"?
Dicas
de Internet

Colméias da 3a.Idade
Colméias da 3a.Idade
Escolha o seu assunto e participe de nossas salas de chat temáticas

Notícias do Cidadão
Notícias

Longevidade - Pesquisa
Cientistas descobrem relação entre longevidade e ter um propósito de vida
Estudo realizado na Inglaterra mostra que as pessoas que sentiam que aquilo que faziam realmente valia a pena tinham 30% menos chances de morrer dos que as demais
Por: Tony Bernstein
Coordenadora Geral do Portal Terceira Idade, Pedagoga
e Jornalista (API, Assoc. Paulista de Imprensa: Reg. 2152)
Fale com o colunistaFale com o colunista
Fale com o colunista
A monja Coen Roshi, 70

“As pessoas ficam romanceando a vida, fazendo planos muitos distantes, mas é preciso apreciar onde você está agora e fazer o seu melhor”, diz a monja Coen Roshi, 70

Eu acho que a vida não tem um sentido único, tem vários sentidos que podemos dar à nossa existência. A vida não é tudo que eu quero, por isso, precisa ser agradável. As pessoas ficam romanceando a vida, fazendo planos muitos distantes, mas é preciso apreciar onde você está agora e fazer o seu melhor. Acham que só vão ser felizes quando mudarem de profissão, casarem, mas não cuidam de si mesmos, não apreciam o momento. Querem chegar a algum lugar e não apreciam o caminho”. A afirmação é de Coen Roshi (foto), 70 anos, monja responsável por uma comunidade budista em São Paulo.

Ter um propósito de vida pode aumentar a longevidade

University College London, uma das 3 universidades inglesas envolvidas na pesquisaCom o objetivo de provar que longevidade tem uma relação direta com ter um propósito de vida, um estudo conduzido por pesquisadores de três universidades (University College London, Princeton University e Stony Brook University) e realizado com 9.050 ingleses com idade média de 65 anos descobriu que as pessoas que sentiam que aquilo que faziam realmente valia a pena tinham 30% menos chances de morrer dos que as demais.

De acordo com o médico Rafael de Negreiros Botan, oncogista clínico do ICB (Instituto de Câncer de Brasília), nossas emoções são moduladas pelo sistema nervoso autônomo que, por sua vez, atuam no sistema imunológico e assim sucessivamente.

A pesquisa acompanhou o grupo de ingleses por oito anos e dividiu os participantes em quatro: desde os que tinham um claro propósito de vida até as que não apresentavam a característica. O resultado é que 9% das que estavam no primeiro grupo faleceram durante o estudo, contra 29% dos classificados na categoria mais baixa.

Ter um objetivo de vida reduz risco de doenças

Segundo os pesquisadores, o primeiro grupo viveu em média dois anos a mais do que aqueles que demonstravam controle sobre o seu propósito. E esse não foi único estudo a fazer essa relação. Diferentes pesquisas realizadas nos Estados Unidos também mostram que ter um objetivo de vida reduz em 27% o risco de ter doença cardíaca, em 22% as chances de ter um AVC (acidente vascular cerebral) e cai pela metade quando se trata de Alzheimer. De acordo com Botan, além de prevenir doenças, ter um propósito de vida também é decisivo para quem precisa enfrentar uma doença grave.

Por outro lado, o médico diz que já sai na frente quem acredita que o tratamento, apesar de longo e doloroso, pode ser feito e vencido. “Essa já é uma forma da mente de modular os processos biológicos do corpo e já é um ganho a mais nessa batalha”, afirma.

“Ter um motivo para se acordar todos os dias de manhã e seguir em frente com orgulho e satisfação a vida que se leva parece ser uma nova modalidade de terapia para a alma e consequentemente para o corpo”, enfatiza Botan.

Fotos/ilustrações: divulgação
Mais sobre o assunto na internet
UOL > Notícias > Ciência e Saúde
Os segredos de 5 dos países com maior expectativa de vida
Existem algumas populações que conseguem viver substancialmente mais do que a média mundial de expectativa de vida, que é de 71 anos. Cada um desses lugares tem sua própria fonte secreta de vitalidade
UOL > Notícias > Ciência e Saúde
Quanto tempo podemos viver? Cientistas holandeses apontam limite de idade
Pesquisadores holandeses estabeleceram o teto da longevidade humana em 115,7 anos para as mulheres e em 114,1 anos para os homens, apesar do aumento da expectativa de vida
Mais sobre o assunto no Portal Terceira Idade
Notícias > Anteriores > Longevidade
Habitantes de Vilcabamba, no Equador, parecem ter descoberto a fórmula da juventude
Eles vivem, em média, 120 anos, lêem sem óculos, conservam os dentes originais, têm vida sexual ativa e seus cabelos brancos voltam à cor natural sem explicação
Notícias > Anteriores > Longevidade - Entrevista (vídeo)
Chegar aos 100 anos com boa saúde... É possível?
Em reportagem especial do programa ‘Bem-Estar’, da TV Globo, o geriatra e colunista do Portal Terceira Idade, Dr. Ronaldo Piovezan, revela como é possível ser um centenário ativo com boa saúde física e mental

Outras Notícias

Portal Terceira Idade® é uma realização da
Associação Cultural Cidadão Brasil
©Todos os direitos reservados
Desenvolvimento, Webdesign e Sistemas: Auika - Web & Graphic Design