Portal no Facebook Portal no Twitter Portal no YouTube Blog do Portal Portal nas Redes Sociais

Confira!

Cidadania e Direitos da 3a Idade... Entrevistas: Mercado de Trabalho, Transportes, Economia... Entrevistas: Saúde e Bem-estar... Reportagens... Confira programação completa... Confira!

Portal Terceira Idade
Notícias do Cidadão Notícias do Cidadão Espaço Livre Espaço Livre Shows e Eventos Shows e Eventos Cursos e Atividades Cursos e Atividades Parcerias Parcerias Direitos 3a.Idade Direitos 3a.Idade

Diálogo Aberto

Enquete "Você acha
que...?"
Enquete
Cadastre-se Cadastre-se
no Portal
3a.Idade!
Busca Procurando
algo no site?
Busca
Pesquisa Links para
Pesquisa
Mural de Trocas Anuncie
seu produto!
Mural
de Trocas
Fale Conosco Dúvidas?
Sugestões?
Críticas?

Fale
Conosco
Dicas de Internet "Download"?
"Browser"?
Dicas
de Internet

Colméias da 3a.Idade
Colméias da 3a.Idade
Escolha o seu assunto e participe de nossas salas de chat temáticas

Notícias do Cidadão
Notícias

Especial #DepressãoVamosConversar - Depressão na 3ª idade
Depressão ou apenas sintomas depressivos?
Se você nunca apresentou sinais de depressão e, na 3ª idade, começa a senti-los, é muito provável que sejam sintomas depressivos devido a questões enfrentadas nesta etapa da vida e não um quadro de depressão de fato
Especial: Canal "Vamos Conversar" no final da matéria. Envie suas dúvidas e comentários
Por: Eva Bettine
Gerontóloga pela USP (Universidade de São Paulo), Vice-Presidente da ABG (Associação Brasileira de Gerontologia) e colunista do Portal Terceira Idade
Fale com o colunistaFale com o colunista
Fale com o colunista
foto notícias

Com uma mudança comportamental e algumas outras medidas de melhoria de qualidade de vida, a pessoa consegue sair desse estado e dar um novo sentido para sua vida nessa fase

ntes de entrarmos propriamente no assunto ‘depressão em idosos’, convém lembrar que há uma diferença importante entre sintomas depressivos e depressão.

Se uma pessoa não apresentou sinais da doença ao longo da vida e, quando atinge a terceira idade, começa a apresentar o quadro, é muito provável que sejam sintomas depressivos devido a questões enfrentadas pelas pessoas nesta etapa da vida e não um quadro de depressão de fato. Estes sintomas depressivos acometem as mulheres, mas é bastante comum entre os homens também.

Sintomas acometem mais as mulheres

Nas mulheres, os sintomas depressivos estão associados ao fim do período reprodutivo, com a chegada da menopausa. Como em nossa sociedade existe uma crença muito persistente de que a mulher tem como sua função maior a de procriar, quando ela deixa de ter a função reprodutiva, há uma tendência a uma sensação de inutilidade e de perda de sentido da vida. Como esta fase coincide, muitas vezes, com a saída dos filhos de casa, isso colabora ainda mais para a sensação de perda que a mulher passa a sentir. Para muitas mulheres, esta fase passa a ser um marcador de velhice.

No homem, como sua vida quase inteira foi dedicada ao trabalho e toda a sua rede de relacionamentos em geral girou em torno do mundo do trabalho, há uma ruptura com tudo isso com a chegada da aposentadoria, principalmente quando não acontece um desligamento programado pela própria pessoa. Imaginem como se sente uma pessoa que passou quase 40 anos de sua vida fora do ambiente doméstico e de repente não tem mais aquele ambiente externo para preencher a sua vida! Para muitos homens, este passa a ser um marcador de velhice.

Aí aparecem os sintomas depressivos

Falta de vontade para a vida, sono de má qualidade, sonolência e cochilos diurnos, humor instável, queixas de memória, tristeza, aparecimento de doenças e muitos outros problemas... Quem conhece alguém assim?

Estes não são sinais de que a pessoa tenha desenvolvido uma depressão, mas, sim, que desenvolveu sintomas idênticos.

A diferença é que, com uma mudança comportamental e algumas outras medidas de melhoria de qualidade de vida, a pessoa consegue sair desse estado e dar um novo sentido para sua vida nessa fase – o que é muito positivo para a pessoa e para todos os que convivem com ela.

Abandono das crenças negativas é a atitude mais importante

É importante saber que a sua vida pode ser dedicada aos outros – mas essa dedicação não pode ser total, pois você não deve ter como único sentido da sua vida a dependência que o outro tem de você, pois essa dependência um dia acaba.

E, em relação ao mundo do trabalho, você deve saber que a importância e a dedicação ao seu trabalho têm que ser divididos com a participação na vida doméstica, para que você não se sinta um estranho dentro de sua própria casa quando esta fase do trabalho externo terminar.

Busque atividades que lhe deem prazer, procure se dedicar a alguma causa social, mas, principalmente, procure aprender coisas novas, exercitar sua atividade intelectual e, quem sabe, uma atividade artística, descobrindo um talento que você nunca desenvolveu!

Garanto que, se você conseguir fazer tudo isso, não sobrará tempo para aquelas dores e doenças que dão a impressão de estar se instalando uma depressão.

Muitas vezes, estes sintomas o levam a precisar de tratamento medicamentoso, o que muitas vezes pode ser evitado. Lembre-se, a chave está com você mesmo!


Canal "Vamos Conversar"
Envie suas dúvidas e comentários
 
Se você ainda tiver alguma dúvida sobre o texto acima, ou quiser conversar um pouco sobre o assunto, envie seus comentários através do formulário abaixo.

Para garantir a privacidade dos internautas, as interações não serão publicadas no Portal. As respostas serão enviadas diretamente para o e-mail do remetente.


Fotos/ilustrações: divulgação
Mais sobre o assunto na internet
Drauzio Varella > Artigos > Dicas de Saúde > Teste
Diagnóstico de depressão
Depressão é a tristeza quando não acaba mais. Para ajudá-lo a identificar os sintomas da depressão acompanhe o teste abaixo
Mais sobre o assunto no Portal Terceira Idade
Notícias > Especial #DepressãoVamosConversar - Campanha
Depressão? Vamos conversar?
“Vamos conversar” é o lema da campanha sobre depressão para o Dia Mundial da Saúde de 2017, comemorado anualmente no dia 7 de abril. Não tenha vergonha de pedir ajuda!
Notícias > Especial #DepressãoVamosConversar - Reflexão
“Quando se perde a felicidade em viver, você começa a questionar qual é o motivo da vida”
A reflexão faz parte do vídeo “Eu tinha um cachorro preto”, produzido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como um dos materiais da campanha de alerta sobre a depressão para 2017

Outras Notícias

Portal Terceira Idade® é uma realização da
Associação Cultural Cidadão Brasil
©Todos os direitos reservados
Desenvolvimento, Webdesign e Sistemas: Auika - Web & Graphic Design